Divulga Vagas - 5 conselhos para conseguir um novo emprego em tempos de crise
Home   >   5 conselhos para conseguir um novo emprego em tempos de crise
5 conselhos para conseguir um novo emprego em tempos de crise
29/12/2020   Divulga Vagas 224 Visualizações

Recentemente, uma baby boomer me apresentou uma dúvida que eu imagino ser muito comum, não apenas nessa geração, mas entre todos os profissionais. Ela me disse: “Eu realmente não gosto do meu chefe atual e quero deixar este emprego, mas deveria ser grata por ter um trabalho, certo? A pandemia causou o fechamento de tantas empresas e a redução de salários e contratações. Meu irmão acabou de perder o emprego. Isso me deixou desanimada. Devo parar de reclamar, aguentar e esperar mais um ou dois anos até que o cenário mude?”.

 

O medo de Sandy (a baby boomer) é totalmente compreensível. Ela acha que poucos empregadores estão contratando – o que não é verdade. Eu nunca defendo que as pessoas permaneçam em uma situação miserável de trabalho. E percebendo que ela precisa de um salário, sugeri que ela testasse as possibilidades de contratação para ver se suas habilidades eram exigidas em algum lugar. Garanti a ela que acabei de contratar quatro pessoas para trabalhos bem remunerados. Dois eram profissionais da geração dela, com salários de seis dígitos. Outro era um um graduado de 2020 que me ligou com a mesma preocupação e, recentemente, teve a oportunidade de lançar sua carreira na área que desejava. O último era um profissional de nível médio que conseguiu o trabalho remoto que desejava.

Sempre existem novas oportunidades disponíveis. Portanto, não presuma que todas as más notícias são sinônimo de que você não vai conseguir um emprego melhor. Você vai conseguir sim! Pode levar mais tempo do que antes, é verdade. Mas você deve usar seu conhecimento de procura de emprego e saber o que é eficaz e o que não é. Assuma um risco calculado e veja o que acontece. Eu acho que você ficará surpreso com os resultados positivos se implementar as estratégias certas durante o processo de busca.

Mas qual é a estratégia ideal para conseguir um novo emprego? A resposta é: seja indicado ao recrutador por um funcionário da empresa ou colega dele. O Jobvite, um sistema de aquisição de talentos, fez uma pesquisa que aponta que as indicações de funcionários representam apenas cerca de 7% dos candidatos em potencial, mas o número de candidatos indicados contratados é de 44%. Isso faz com que valha a pena o esforço de tentar localizar uma conexão com alguém de dentro da empresa desejada. O LinkedIn também é um ótimo lugar para pesquisar contatos e obter referências.

 

Na economia desafiadora de hoje, as pessoas que aprendem e usam técnicas de contato e comunicação são aquelas que terão sucesso. Mas, para algumas delas, a tarefa de ter uma rede de contatos é difícil de colocar em prática. Ken era gerente de uma empresa de tecnologia que perdeu o emprego por causa da pandemia. Ele acabou se tornando meu cliente e, durante a conversa, disse que não tinha nenhum contato que pudesse ajudar. Ken não tinha perfil no LinkedIn e não pertencia a nenhuma organização profissional. Introvertido, não gostava da ideia de networking, mas enviou e-mails para alguns colegas e para seu antigo chefe, mas ninguém tinha vagas de emprego disponíveis. Ele, então, parou de procurar. Começamos nossas sessões de aconselhamento de carreira, e direcionei meu foco a educá-lo sobre o que envolve uma busca por emprego nos dias de hoje.

Primeiro, elaborei para ele um currículo poderoso. Em seguida, desenvolvemos um perfil completo no LinkedIn. Eu dei a ele a missão de fazer conexões com a meta de obter, pelo menos, 300 colegas. Na sequência, trabalhamos para que Ken aprendesse algumas estratégias de rede eficazes. Ele ficou surpreso com o fato de que, de acordo com um relatório do Bureau of Labor Statistics e da Yale University, 70% de todos os empregos são encontrados por meio de networking. Ao aprender técnicas mais eficazes, ele começou novamente. As mudanças que ele fez funcionaram. Os recrutadores entraram em contato e um antigo colega localizado no LinkedIn enviou seu currículo por uma oportunidade na empresa onde trabalhava. O recrutador ligou e, após várias entrevistas, Ken foi selecionado e contratado para um novo – e excelente – emprego.

O mercado de trabalho de hoje exige que os profissionais abordem a busca de emprego de forma diferente do que antes. Veja, na galeria abaixo, 5 dicas para começar agora mesmo:

Aprimore seus contatos

O LinkedIn se tornou o lugar ideal para fazer contatos. Uma ótima maneira de criar conexões é considerar todas as pessoas com quem você já trabalhou. Procure por ex-chefes, colegas de trabalho, fornecedores e qualquer outra pessoa com quem você interagiu em seu último emprego e outros cargos que ocupou. Em seguida, convide seus amigos, vizinhos, familiares, amigos e ex-colegas de faculdade. Depois, divida esses contatos em potenciais conexões profissionais e conecte-se com essas pessoas, especialmente se elas estiverem em algum cargo de liderança ou se fizerem parte de algum conselho. Quando se trata de networking, quanto mais conexões você tiver, melhor.

Não desperdice nenhum contato

Não chame ninguém para uma conversa antes de estar preparado. Um erro comum é ligar freneticamente para todos que você já conheceu e dizer: “Estou procurando um emprego, você tem algum?”. Você deve articular claramente o cargo específico, a empresa e o tipo de companhia para a qual deseja trabalhar. Entre em contato diretamente e individualmente com as pessoas. Ligações e e-mails são ótimos para isso. Você pode enviar mensagens pelo próprio LinkedIn. Diga ao seu contato que você está procurando um emprego, mas seja específico quanto ao cargo que procura. Pergunte o que está acontecendo na empresa em que ele atua. Não espere que todo mundo saiba sobre vagas em aberto, mas muitas pessoas sabem e podem ajudar. No fim, pergunte se ele encaminharia seu currículo caso apareça algo na empresa onde trabalha. Na maioria das vezes, a resposta é sim.

Deixe seu currículo pronto

O objetivo do seu currículo é garantir entrevistas. Ele está atualizado e é o melhor que pode ser? Vai passar pelo sistema de regras do empregador? Está cheio de realizações e os resultados que você alcançou no trabalho? Vai se destacar na multidão?

Procure uma boa referência

Quando você estiver procurando uma oportunidade online, acesse o LinkedIn e pesquise o nome do empregador ou procure o nome da empresa. Isso exibirá qualquer pessoa em sua rede online que trabalha lá. Você também pode ver as segundas conexões e quem você conhece que pode conhecer alguém dessa companhia. Fale com a pessoa sobre a vaga para a qual você planeja se inscrever e se ela poderia encaminhar o seu currículo para o RH. Algumas empresas dão créditos aos funcionários que indicam possíveis novos contratados, então isso pode ajudar seu contato também. Encaminhe seu currículo. Para cobrir todos os requerimentos, inscreva-se online para esta vaga de emprego também.

Saiba o que dizer

Ofereça uma introdução concisa sobre suas habilidades e experiências ao conversar com contatos, recrutadores e gerentes de contratação. Tem uma técnica que eu chamo de “se vender em 60 segundos”: faça um discurso fácil e persuasivo sobre você, como se fosse um cartão profissional verbal. Discorra rapidamente sobre suas experiências, seus principais pontos fortes e alguns resultados alcançados no trabalho. Cative a atenção e os impressione em apenas um minuto.

 

FONTE: https://forbes.com.br/carreira/2020/12/5-conselhos-para-conseguir-um-novo-emprego-em-tempos-de-crise/