Você sente que está fazendo tudo certo: você lê as descrições das funções e se sente capacitado para elas. Você passa horas ajustando seu currículo e pensando no que incluir na sua carta de apresentação. Você faz sua inscrição sabendo que seria um ótimo candidato para o cargo. E mesmo assim, sua caixa de entrada do e-mail está cheia de mensagens genéricas informando que a empresa decidiu chamar outra pessoa.

 

Se você estivesse pelo menos sendo chamado para as entrevistas, talvez pudesse entender. Mas você não está nem chegando nessa etapa, embora tenha enviado seu currículo para todas as vagas em que seu perfil se enquadra.

Mas, antes que você presuma que está condenado ao fracasso profissional, veja abaixo 3  motivos pelos quais você não está sendo chamado para as entrevistas – mesmo sendo qualificado:

1. Você não sabe se vender

Se você se preocupa constantemente com a possibilidade de parecer esnobe ou aproveitador, pode acabar sabotando seu próprio currículo. A culpa pode ser sua se na hora de montar a carta de apresentação você pensar: “Bom, não sei se devo dizer que fiz isso, já que trabalhei em equipe” ou “Só fiz isso algumas vezes, não sei se devo colocar no meu currículo”. Mesmo que você tenha boas intenções, se vender abaixo da realidade aumenta as chances dos recrutadores presumirem que você não tem experiência o suficiente, mesmo que isso não seja verdade.

A resposta para isso é mudar sua perspectiva e perceber que quanto mais você compartilha suas realizações, mais você ajuda os outros a saberem por que eles deveriam o chamar para a entrevista e, finalmente, contratá-lo. Mostrar confiança em seu currículo não é se gabar, é se ajudar.

2. Você está usando jargões em seu currículo

Esse é um erro sutil que muitos profissionais corporativos cometem, especialmente durante uma transição de carreira ou após permanecer muito tempo em uma mesma empresa. Embora a maioria pense em jargão como uma palavra ou termo especial, quando se trata de procurar um emprego a linguagem complexa pode atrapalhar o entendimento das outras pessoas sobre suas realizações e resultados.

Por exemplo, digamos que você seja um profissional de finanças que trabalha em uma empresa de saúde e esteja tentando obter uma função semelhante em uma empresa de tecnologia. Se o seu currículo estiver cheio de jargões e resultados que apenas os profissionais da área de saúde entenderiam, os recrutadores de tecnologia presumirão que você não será capaz de se destacar na indústria, mesmo você sabendo que o faria.

Em vez de usar termos técnicos, avalie como sua experiência e realizações se alinham com a função que você deseja conquistar. Em seguida, use resultados relevantes que mostrem com clareza como você pode se destacar nas posições que deseja. Dessa forma, você não precisará que ninguém adivinhe suas habilidades.

3. Você está se perdendo na multidão

Outra forma de dizer isso é que talvez você esteja se candidatando ao que chamam de “buraco negro da rejeição”. Ou seja, mesmo qualificado para a função e com um bom currículo em mãos, você está enviando sua inscrição para um verdadeiro abismo. Com centenas de candidatos buscando qualquer posição que apareça, lançar seu currículo na sorte e esperar que algo aconteça não vai funcionar.

Você precisa começar a se perguntar: “O que posso fazer para me destacar?” Se inscrever em vagas online não deve ser sua única estratégia para conseguir mais entrevistas. Saia da sua zona de conforto e entre em contato com os gestores diretamente por e-mail. Construa relacionamentos genuínos com pessoas em empresas nas quais você gostaria de ingressar. Eu sempre digo que a melhor maneira de se destacar da multidão é andar na sua frente.

Em vez de questionar suas habilidades e qualificações, tente adivinhar as falhas na maneira como você busca emprego e ajuste sua estratégia conforme necessário. Porque, ao contrário da crença popular, ser qualificado é apenas um pré-requisito para ser contratado. Levar sua busca um passo adiante, se destacando da multidão, resultará em mais entrevistas e ofertas de emprego do que você espera.

 

FONTE:

https://forbes.com.br/carreira/2021/06/3-motivos-que-pelos-quais-voce-nao-e-chamado-para-entrevistas-de-emprego/